Global Palestras - Palestras, Palestrantes, Mestre de Cerimônia, Celebridades, Presença VIP, Palestrantes Renomados, Palestras Motivacionais, Cases de Sucesso, Motivação, Empresários, Economia, Política, Jogadores de futebol

Buscar Palestras

 
Tema:
 
Palestrante:
 

Andre Torreta






Andre Torreta

André Torretta é um publicitário, escritor e palestrante baiano, radicado em São Paulo. Trabalhou como redator e diretor de Criação em empresas de comunicação, como Editora Abril, Editora Globo, Salles, Colucci e Duda Mendonça. Trabalhou como estrategista em campanhas políticas durante 15 anos, tendo atuado no Maranhão, Bahia, São Paulo, Rio Grande do Sul, Roraima, Rio de Janeiro e na Argentina. A vivência muito próxima às camadas populares lhe rendeu conhecimento para lançar em 2001, a primeira agência de publicidade e o primeiro instituto de pesquisa voltados para a base da pirâmide. Em 2007, lançou uma empresa de consultoria e estratégia de marketing e negócios para a nova classe média brasileira, chamada A Ponte Estratégia.

Livros

  • Como Ganhar Seu Voto: Marketing Político, Editora Oficina de Textos.
  • Mergulho na Base da Pirâmide: Uma nova oportunidade para sua empresa, Editora Saraiva.
  • Anunciantes tem que entender cultura local para vender mais
  • É o que alertou André Torreta, da Ponte Estratégia, em evento da Abap
  • Para vender, tem que entender a cultura local, saber quem é o consumidor, chamou a atenção André Torreta, da Ponte Estratégia, no evento "Nordeste. A Bola da Vez", realizado até domingo (03) na Bahia. "E cultura são experiências coletivas e individuais, que definem o que a gente é e o que a gente quer. Enfim, o que a gente compra", falou.
  • Torreta acrescentou que, neste cenário, é necessário entender que o Nordeste é regionalizado, não globalizado. A população nordestina valoriza, por exemplo, o Faustão, mas também seus ídolos locais.
  • Continuando a dar exemplos característicos das peculiaridades da região, Torreta citou a Jeguada. "Acontece anualmente em Juazeiro e reúne 30 mil pessoas. Mas não tem patrocinador. Onde no mundo um evento reunindo 30 mil pessoas não teria patrocinador?", falou.
  • Ele deu outro exemplo interessante de regionalização ao falar do São João em São Luiz do Maranhão. "Não adianta veicular propaganda na TV com forró, que é o ritmo do São João no resto do Brasil. Lá não é. Por isso, quem vê propaganda com forró em São Luiz na época das festas juninas, acha estanho", colocou.
  • Mundialmente, grandes marcas já fazem ações focadas nas características específicas de determinadas regiões. "Na Argentina, a Pepsi não tinha um bom desempenho de vendas porque os argentinos não conseguiam pronunciar o nome do refrigerante. A Pepsi percebeu e trocou seu nome no país para Pecsi. Deu tão certo que seis meses depois ela também mudou o nome na Espanha, onde é chamada de Pesi", contou.
  • Ele citou outro exemplo, do McDonald´s. "Eles criaram o hambúrguer vegetariano na Índia e o com cerveja na Alemanha. Tem que saber falar com a população local, regionalizar", destacou.
  • Algumas marcas já olham o Nordeste de outra forma, justamente regionalizando suas ações. "A Nike lançou um tênis inspirado no Maracatu em Pernambuco, o Nike Lanceiro. A margarina Primor é mais salgada na região, mais amarela e não derrete com a mesma facilidade, cuidados tomados por conta do calor", disse.
  • Torreta alertou para a grande concentração de ações de anunciantes na região nordestina no carnaval e a escassez das mesmas ao logo do ano. "Também temos março, abril, maio etc. Vinte mil marcas aparecem no Nordeste no carnaval e no resto do ano, nada. Isto tem que ser revisto", concluiu.

Temas das Palestras

Motivação

Vendas

Publicidade

Estratégias

Marketing

Como construir sua Marca

Vendas para classe C


Vídeos de Andre Torreta

Em participaçãono Programa Persona


Global Palestras
Global Palestras 2017
Todos Direitos Reservados
Redes Sociais

Facebook Twitter